Article of Open Journal of Educational Research and Reviews 

INCIDÊNCIA DE ZIKA NA REGIÃO DE CARUARU

Barros V.C.S.D1, Pinheiro R.D2, Neto V.L.P3, Rêgo L.C.A4, Tenório B.M5, Tenório F.C.Â6
1,2,3,4Estudante do Curso de Medicina na UFPE/CAA; 5Professor Universidade Federal de Alagoas. Centro de Ciências Biológicas e Saúde. 6Docente/Pesquisador do Departamento de Histologia e Embriologia da UFPE/CAA.

Abstract:
As doenças negligenciadas são um grupo diversas infecções que afligem milhões de pessoas no mundo, e são endêmicas em populações urbanas e rurais de baixa renda dos países em desenvolvimento. No caso da Zika, existe um maior acometimento de regiões menos desenvolvidas, como as cidades mais pobres do nordeste brasileiro. Assim, quando se fala em Zika, a pobreza equivale a maior risco de contaminação, já que é uma patologia transmitida por vetores e geralmente essa população convive com água parada, que permite a reprodução de insetos, além das más condições habitacionais. Houve um aumento de zonas endêmicas com proliferação do Zika vírus, que levou a Organização Mundial de Saúde (OMS) a lançar um alerta, decretando estado de emergência internacional. Dessa forma, vem sendo desenvolvidas pesquisas e rastreios epidemiológicos com intuito de analisar os impactos futuros do vírus em várias regiões do Brasil. Detalhar o processo de saúdedoença da infecção pelo Zika vírus na população de Caruaru, em relação ao estado de Pernambuco e no Brasil. Trata-se de uma pesquisa que busca dados sobre a Zika no Brasil, em Pernambuco e em Caruaru, em sites como o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVSPE). A febre pelo vírus Zika é uma doença de notificação compulsória. A população mundial exposta ao vírus Zika é de 1.357.605.792 pessoas, das quais 15,3 % são brasileiros, com uma taxa de incidência é de 98,1 casos/100 mil hab. Além disso, existe uma associação dos casos de microcefalia com a infecção de gestantes por ZIKV, até março de 2016 foram confirmados 863 casos de microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central sugestivos de infecção congênita. Em relação à população de Caruaru, que notificou 46 casos suspeitos de bebês com microcefalia na cidade, de 1º de agosto de 2015 a 16 de janeiro de 2016. Considerando a situação epidemiológica atual de Zika, com níveis elevados e seu potencial envolvimento no desencadear de condições mais severas percebe-se que é necessário

Keywords:
Doença negligenciada; Incidência; Vírus.

Click to download Free PDF