Article of International Journal of Sex Research 

SÍFILIS CONGÊNITA

Ferreira, R.M.M1, Lima, L.B2, Oliveira, M.M3, Nascimento, T.L4, Guedes, T.G5
1,2.3.4Acadêmica do curso de Enfermagem-UFPE; 5Docente do Departamento de Enfermagem-UFPE

Abstract:
Sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST), causada pela bactéria Treponema pallidum. A transmissão vertical da mãe para o feto é denominada Sífilis Congênita, tendo como prevalência de contaminação de mães não-tratadas ou com tratamento inadequado uma porcentagem de 50 a 85 %. Fatores como o baixo nível socioeconômico, a baixa escolaridade, promiscuidade sexual, a não utilização de preservativo e a falta de assistência adequada no prénatal, desencadeiam a incidência elevada de gestantes com Sífilis. Dessa forma a Organização Mundial da Saúde (OMS) preconizou a utilização de aporte do prénatal na rede de atenção básica para diminuir essa disseminação, adotando o rastreamento precoce da doença através da sorologia VDRL, para assim prestar um tratamento adequado e continuo nas gestantes e parceiros contaminados. Sendo de notificação compulsória, a Sífilis Congênita desencadeia problemas no feto, entre eles: a morbimortalidade, a prematuridade, o baixo peso ao nascer, as complicações agudas e as seqüelas motoras e cognitivas. Verificar a importância do acompanhamento de gestantes no pré-natal para o enfrentamento da Sífilis Congênita. Metodologia: Revisão Integrativa realizada nas bases de dados BDENF, LILACS, SCIELO e na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), utilizando os descritores “Enfrentamento”, “Pré-natal” e “Sífilis Congênita” nos idiomas português, inglês e espanhol. Os critérios de inclusão foram artigos completos publicados em português, inglês ou espanhol, que se enquadrassem no tema escolhido, publicados nos últimos 10 anos (2006 a 2016 – até setembro). Foram localizados 60 artigos dos quais 25 estavam de acordo com a temática e os critérios pré-estabelecidos, sendo esses lidos na íntegra.Evidenciou-se que apesar da Sífilis ser de fácil diagnóstico, o crescimento da enfatizar o acompanhamento ao pré-natal para a detecção de IST, incluindo a Sífilis Congênita, é primordial para a não transmissão para o feto, favorecendo assim a diminuição das taxas de morbimotalidade e acometimento da doença a criança. Observou-se, também, que os profissionais de saúde não fazem a busca adequada ao rastreamento da doença. É preciso, pois, que a consulta de prénatal seja realizada de forma continua e por profissionais capacitados acerca da Sífilis Congênita. Desse modo, mulheres serão previamente diagnosticadas e tratadas, diminuindo a alta incidência dessa patologia. Diante dos resultados encontrados verificou-se a importância da realização de um pré-natal de qualidade, com rastreamento da IST, utilização do tratamento contínuo e aprimoramento científico dos profissionais de saúde para a detecção da doença.

Keywords:
“Enfrentamento”; “Pré-natal”; “Sífilis congênita”

Click to download Free PDF