Article of American Journal of Scientific Research and Reviews 

ASSISTÊNCIA À SAÚDE DAS CRIANÇAS NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: AVALIAÇÃO DO CUIDADO EM UMA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE PERNAMBUCO

Oliveira D.B¹; Ribeiro A.N2; Nogueira I.S.P3; Silva M.E.B.4; Lima M.C.V5; Rodrigues L.D.C.S6
1,2,3,4,5Estudantes do Curso de Pós-Graduação lato sensu - Residência Multiprofissional em Atenção Básica/ Saúde da Família; 6 Graduada em Serviço Social–UFPE; Especialista em Saúde da Família – FAFIRE.

Abstract:
Os equipamentos da Atenção Básica são, preferencialmente, as principais portas de acesso da população em busca de assistência à saúde. Orientado por diversos princípios, o trabalho na Atenção primária é complexo e necessita de estratégias que garantam a efetivação de seus objetivos e a sua capacidade resolutiva. Neste sentido, as Unidades de Saúde da Família (USF), sob a lógica do conhecimento e atuação no território, desenvolvem ações específicas de cuidado à saúde da população, especialmente com alguns grupos prioritários, dentre os quais se inserem as crianças. Avaliar as condições de saúde das crianças, até os dois anos de idade, acompanhadas por uma USF do estado de Pernambuco. Relato de experiência de um grupo de profissionais de um Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família que acompanhou uma USF, de abril a junho de 2016, e, através do acesso a prontuários e documentos, interações com a equipe e visitas institucionais, elaborou um diagnóstico de saúde da população adscrita que continha uma análise dos determinantes do processo saúde-doença daquela comunidade. Desse diagnóstico, realizou-se um recorte dos dados, registrados nos primeiros meses de 2016, das crianças de até dois anos de idade. Quanto às condições de saúde das crianças, utilizaramse os seguintes pontos: idade gestacional, número de consultas de pré-natal, índice de crianças com baixo peso ao nascer, pontuação na escala de Apgar, cobertura vacinal, proporção de crianças em aleitamento exclusivo e número de hospitalizações por pneumonia. Os dados coletados demonstraram eficácia da atuação da equipe no cuidado às crianças de seu território, concretizada por: ausência de hospitalizações por pneumonia, imunização de todas as crianças, prevalência de aleitamento exclusivo, altos escores na escala de Apgar e prénatal coincidente às recomendações do Ministério da Saúde. Avaliações como esta aqui descrita ilustram a capacidade da Estratégia de Saúde da Família de registrar grande parte das demandas de saúde das crianças e evitar a referência para outros níveis de complexidade, bem como podem apontar as fragilidades do modelo ou do modo de organização da equipe, constituindo-se como uma ferramenta importante para o aprimoramento do trabalho. Ressalta-se que os resultados desta avaliação não se estendem às outras linhas de cuidado existentes na unidade de saúde.

Keywords:
Atenção Primária à Saúde; Estratégia Saúde da Família; Saúde da Criança. AJSRR:

Click to download Free PDF