FATORES SOCIOECONÔMICOS ASSOCIADOS À COINFECÇÃO DE TUBERCULOSE E HIV NO NORDESTE BRASILEIRO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Firmino M.G¹; Lima Y.C²; Costa E.S³; Araújo L.O4; Cruz J.S5; Maia C.S6
1,2,3,4,5Estudante do Curso de Graduação em Enfermagem – UFPE; 6Docente/Pesquisador do Departamento de Histologia e Embriologia– UFPE.

Abstract:
A tuberculose (TB) é uma das complicações mais comuns relacionadas à infecção pelo HIV em todo mundo, principalmente em países em desenvolvimento. Devido a sua forte associação com as más condições de vida, indivíduos menos favorecidos economicamente, são mais vulneráveis a desenvolver a doença. No Brasil, constitui a principal causa de morte entre soropositivos. Verificar a associação entre fatores socioeconômicos e a coinfecção por HIV/TB no Brasil e na região nordeste. Realizou-se uma revisão de literatura nas bases de dados e bibliotecas virtuais SciELO, Google Acadêmico e LILACS, fazendo cruzamento dos descritores “Tuberculose, HIV, Coinfecção e epidemiologia”. Dos resultados encontrados foram incluídos apenas trabalhos dos últimos seis anos e em português, por se tratar de uma pesquisa cujo objetivo era avaliar a situação social relacionada à coinfecção HIV/TB no nordeste brasileiro. A partir dos critérios estabelecidos, foram encontrados 46 artigos, 24 foram avaliados e 10 selecionados para compor essa revisão. No Brasil, cerca de 400 mil pessoas estavam infectadas pelo vírus HIV em 2013. Desses, mais de 120 mil também apresentaram coinfecção pelo bacilo causador da tuberculose. Na última década 56 % dos municípios do Nordeste apresentavam registros de coinfecção HIV/TB, sendo os estados de Pernambuco e Alagoas os maiores detentores desse percentual. Em Pernambuco cerca de 10 % dos indivíduos infectados pela TB apresentam infecção pelo vírus HIV. A forma pulmonar da doença é a mais representativa entre os estudos, sendo mais comum em adultos jovens (entre 20-49 anos). Constatou-se que fatores socioeconômicos como baixo nível de escolaridade (menos de oito anos de estudo), rendimento monetário familiar em média de um salário mínimo, precárias condições de moradia e pobreza estão entre os principais fatores de associação da coinfecção HIV/TB. Diante do exposto observou-se a necessidade de realização de novos estudos que visem a criação de medidas de combate ao HIV/TB, bem como a ampliação de ações políticas e sociais afim de melhorar a qualidade de vida da população menos favorecida economicamente, tendo em vista que essa constitui parcela significativa dos indivíduos vulneráveis a essa coinfecção.

Keywords:
Coinfecção; HIV; Tuberculose; Vulnerabilidade

Click to download Free PDF