Open Journal of Educational Research and Reviews

Open Access Journal
Open Journal of Educational Research and Reviews (ISSN:2641-4007) is an open access journal publishing research articles, review articles, editorials and letters to the editor.

Peer-Review Journal
To keep the quality of journal, all submission will be peer-reviewed by invited experts. The decisions will be made according to the comments of reviewers.

Publication Process
Initial decision: 3 days without review, 28 days with review; Time to publication: Accepted articles will be online in 3 days; Final versions after proofreading will be accessible in 8 days.

Rapid Response
Should you have any questions, please let us know. We will answer you shortly.

A INTERVENÇÃO EQUÂNIME ENTRE SAÚDE E EDUCAÇÃO NO COMBATE E PREVENÇÃO DA DENGUE

Lucena, A.K.O1; Souza, M.O2, Monteiro, M.C.G3, Reis, R.P4, Bezerra, D.G5, Teixeira, V.P.G6
O controle da Dengue foi intensificado e sistematizado no século XX fazendo uso de inúmeras e diversificadas estratégias. O governo colocou em prática, várias medidas voltadas à prevenção e controle da dengue. A escola como entidade competente por gerar pesquisa, prática e diálogo, incorporando seu papel transcendente, posicionou-se crítica e ativamente com a sociedade, aliando-se aos profissionais de saúde na prevenção e combate da doença. Atendendo as demandas sociais e a política curricular, considerando a integralidade das práticas educacionais e da saúde, a educação inseriu a abordagem endêmica, às disciplinas escolares de ciências e biologia, na tentativa de que a perspectiva conjunta destes profissionais apresentar-se-ía fundamental para fortalecer ações integralizadas eficientes, aguçando a crítica consciente, a disseminação de informação e o usufruto da cidadania aos educandos e sociedade em geral. Avaliar se as práticas profissionais de combate e prevenção da dengue tem sido integralizadas ou negligenciadas entre os profissionais de saúde e da educação. Foram usados para realização desta pesquisa embasamento teórico em teses e artigos de periódicos, por meio de pesquisas na base de dados SCIELO publicados em português no período intervalar de 2012 a 2016, que abordaram a temática Dengue, estratégias de prevenção e combate. Na pesquisa foram utilizados os respetivos termos e descritores: Dengue, Combate, Educação, Estrategia, Prevenção. Os resultados indicam que a Dengue é um tema explorado sazonalmente no espaço escolar, com superficialidade, desconsiderando sua complexidade e as múltiplas dimensões. As práticas educativas são em sua maioria isoladas, quando não se concentram aos professores de ciências e biologia. Revelam que em muitos aspectos ambos os profissionais, de saúde e educação apresentam dúvidas e desconhecimento de informação, sentindo-se despreparados para atuarem em ações de educação em saúde, questionando a escassez de material com o tema. Não obstante ao potencial intrínseco a essas disciplinas, as ações de combate na abordagem da endemia é facultativa, reducionista, desarticulada e impedi o aluno de refletir e usufruir do exercício da cidadania. Ações isoladas são protagonizadas por profissionais da saúde, denotando que a presença integrada com os atores da educação não é equânime. O uso da integralidade na forma como se compreende, atua e difunde as informações relativas a dengue, assegura o papel multiplicador da escola, debelando a abordagem descontínua do tema no espaço escolar.

O IMPACTO DA COBERTURA DA EQUIPE DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA PREVALÊNCIA DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS EM UM COMUNIDADE DE VITÓRIA DE SANTO ANTÃO – PE

Freitas R.M1; Melo A.P1; Santos C.R3; Cavalcanti R.P3; Leite A.F.B3, Fraga S.N3
As doenças crônicas não transmissíveis, são responsáveis pelas maiores taxas de morbimortalidade no Brasil e pela maior proporção das despesas com assistência ambulatorial e hospitalar. Elas têm afetado, sobretudo, pessoas de baixa renda, mais expostas aos fatores de riscos e com menor acesso ao serviço de saúde, condições que refletem a influência do modelo de crescimento econômico e social no risco de desenvolvimento das doenças crônicas. A comunidade Caiçara, cortada pelo rio Tapacurá, fica localizada à margem da antiga Rodovia BR-232, no município de Vitória de Santo Antão-PE, e tem como limite os bairros de Pirituba e Maués. Possui em seu território uma parte rural, tendo como ponto de referência a empresa Engarrafamento Pitú. Avaliar a existência ou não de diferenças na prevalência de doenças e comportamentais frente a situações de saúde diante de uma maior ou menor presença de equipes de saúde da família. Reconhecimento e levantamento do território, junto com a Equipe de Saúde da Família (ESF), sobre a delimitação das áreas coberta e descoberta da comunidade, com aplicação de questionários, e subsequente análise estatística descritiva e inferencial que subsidiaram a avaliação, comparação e análise de associação de aspectos diversos entre estas áreas. Aplicouse o teste Qui-quadrado de associação para avaliar tabelas cruzadas entre as doenças auto referidas passadas e atuais mais frequentes tais como hipertensão, diabetes e dengue, em relação aos hábitos de fumar, beber e prática de atividade física, bem como aspectos como o sexo e a escolaridade. Diferentes meios de comunicação impactaram na prevalência de dengue como doença auto referida no passado. A mesma análise supracitada foi aplicada, substituindo as doenças pelo fato da áre ser coberta ou descoberta, e constatou-se que a cobertura não influenciou na prevalência de Hipertensão e de Dengue como doenças auto referidas no momento da coleta. Dentre os meios de comunicação mais utilizados, a televisão foi citada por 70% dos domicílios (p<0,05). A maioria dos entrevistados procura a farmácia quando necessitam de medicamentos, mas não houve diferença no local de procura de medicamentos entre as áreas. A maioria procura o hospital em caso de adoecimento. Mesmo que a área tenha cobertura da ESF, a assistência em saúde parece se mostrar insuficiente. O acesso à informação é fator primordial para possibilitar a promoção da saúde. Com isso, acredita-se que o meio de comunicação mais utilizado possa interferir, de alguma forma, na saúde da população. Moradores de ambas as áreas deste estudo não tomam a ESF como principal referência para ter acesso seguro a medicamentos e atendimento em caso de adoecimento, quando necessitam. Este resultado, além de explicar a superlotação do hospital de cidade, demonstra uma falha no vínculo dos usuários à ESF.
Loading...

Manuscript Title: Title is a brief phrase, no more than 25 words.

Author Information: List full names and affiliation, including Emails and phone numbers of corresponding author.

Abstract: The abstract is less than 600 words. Following abstract, keywords and abbreviations should be listed.

Introduction: The introduction should have a clear statement of current problems.

Materials and Methods: This section should be clearly described.

Results and discussion: Authors could put results and discussion into a single section or show them separately.

Acknowledgement: a brief acknowledgment of people, grant, funds et al.,.

References: References are listed in a numbered citation order at the end of the manuscript.

1. Avinaba Mukherjee, Sourav Sikdar, Anisur Rahman Khuda-Bukhsh. Evaluation of ameliorative potential of isolated flavonol fractions from Thuja occidentalis in lung cancer cells and in Benzo(a) pyrene induced lung toxicity in mice. International Journal of Traditional and Complementary Medicine, 2016; 1(1): 0001-0013.

Tables and figures: Tables should be used at a minimum with a short descriptive title. Figures are in the formats of GIF, TIFF, JPEG or PowerPoint.

Proofreading and Publication: Corresponding author will receive a proof of manuscript. Authors should carefully read the proof and return it to the editorial office. Editorial office will publish the final versions shortly and send authors with the links of the publication.

To keep the quality of all journals hosted by AePub LLC, all submissions will be reviewed by invited reviewers. The decisions of articles will be made according to the comments of reviewers.

The Review Process mainly has those steps: Receive a invitation, Accept the invitation, Review the submission, Return your comments.

A reviewer is a expertise in the field of the submission and without conflict of interest. The submissions emailed to reviewers are only for critical evaluation. Reviewers must keep submission confidentially. Reviewers should review and return the comments in a timely manner. Should you can not return the comments in the agreed time, please let us know.

The specific recommendations are as below:

• Accept

• Minor revision

• Moderate revision

• Major revision

• Reject