Global Journal of Health Education

Open Access Journal
Global Journal of Health Education (ISSN:2641-3256) is an open access journal publishing research articles, review articles, editorials and letters to the editor.

Peer-Review Journal
To keep the quality of journal, all submission will be peer-reviewed by invited experts. The decisions will be made according to the comments of reviewers.

Publication Process
Initial decision: 3 days without review, 28 days with review; Time to publication: Accepted articles will be online in 3 days; Final versions after proofreading will be accessible in 8 days.

Rapid Response
Should you have any questions, please let us know. We will answer you shortly.

PHARMACOLOGICAL MANAGEMENT OF ASTHMA

Lemos N.D.C.B1; Monteiro J.P.A2; Anjos F.B.R3
Asthma is a chronic inflammatory pulmonary disease defined by hyperresponsiveness of air pathways and limitation to air flux. To enlighten the therapeutic options of asthma ex-acerbations. This systematic literature review was built from a bibliography research of scientific papers, publications and materials available on the Internet in English and Por-tuguese. From this research, five essential themes were identified: β2 adrenergic agonists, anticholinergics, systemic corticosteroids, magnesium sulfate and heliox. Asthma exacer-bation can be treated with different medications that tries to dimish the social conse-quences of this disease.

To report the development of educational activities that promote early diagnosis of leprosy cases in the age group under 15 years

Silva T.J1; Loiola A.M.A2, Ferreira I.K.O3, Silva M.L.N4 Ferreira J.S.A5 e Santos D.C.M6
The incidence of leprosy in children may be considered an indicator of the prevalence of the disease in the general population and their detection is important in determining the level of transmission, because if there is a child being infected then there is an adult transmitting the bacillus. To report the development of educational activities that promote early diagno-sis of leprosy cases in the age group under 15 years. We made the test counted for 36 peo-ple. The results obtained confirmed cases 05 and 02 less than 15 years. Cases of leprosy in children under 15 years accounted for 02 (5%) of the total cases detected. The coefficient detection in this age group keeps on hyper endemic level. The actions taken on the mirror was an opportunity in getting to clarify, guide, inform, give support, support, knowledge, and allowed new cases of leprosy were diagnosed in infancy.

To understand Leprosy

Silva K. K1; Dantas M. F2, D’Angelo E. R3
Leprosy is a disease of prolonged course with potentially incapacitating. Caused by mycobacterium leprae causing a chronic infection, affecting mainly the poorest sections of the population and presenting is endemic in all Brazilian regions. The appearance of white spots and loss of sensitivity are characteristics of this pathology, combined with hyperthermia. It is a leprosy of the main causes of peripheral neuropathies and functional disabilities in Brazil and worldwide. Hiding the disease is common as the psychological impact caused by the physical consequences of the disease, contributing to decreased self-esteem and self segregation of leprosy as the disease when diagnosed and treated late, can cause physical disability in the eyes, hands and feet, causing serious consequences for patients and their families, not only for the injuries and disabilities, but also by prejudice, fear and rejection by society¹.

PROMOÇÃO DA SAÚDE DA COMUNICAÇÃO HUMANA: RELATO DAS EXPERIÊNCIAS EM SAÚDE COLETIVA

Silva T.P.S1; Cruz T.V.S2; Silva D.R.G3; E.C.H4; Almeida L.C5; Moura S.E.A.R6
A educação em saúde é definida como um conjunto de saberes e práticas norteadas para a prevenção de doenças e promoção da saúde. Partindo do princípio, que a fonoaudiologia vem se inserindo de maneira cada vez mais expressiva na saúde coletiva, e tem como objeto de trabalho a saúde da comunicação humana, entende-se que o trabalho pautado em ações educativas torna-se uma estratégia poderosa de propagação do cuidado além de oferecer subsídios para a adoção de novos hábitos e condutas de saúde. Descrever as vivências relacionadas as ações de promoção da saúde da comunicação humana durante o estágio de saúde coletiva. Trata-se de um relato de experiência, desenvolvido em uma Unidade de Saúde da Família do município de Recife, de março a junho de 2016 envolvendo as atividades de reconhecimento de território e planejamento de ações de promoção da saúde. O público alvo foi constituído pelos usuários cadastrados na unidade. A primeira atividade envolveu o reconhecimento do território e elaboração do plano de ação das práticas de promoção. Identificaram-se dois segmentos de usuários com potencial para participar das atividades: Grupo da puericultura e o Grupo de Hipertensos e diabéticos. Diante do planejamento foram propostas três intervenções. Estabeleceu-se a necessidade de se trabalhar com recursos e materiais que pudessem ser entregues aos usuários como forma de disseminação dos conhecimentos apresentados. A primeira ação teve como público alvo o grupo hipertensos e diabéticos e envolveu a temática a saúde vocal onde foram explanadas informações sobre os principais cuidados e ações de higiene vocal e entrega de marcadores de página com orientações vocais e garrafas para estimular a prática da hidratação do trato vocal. A segunda ação foi vinculada a comemoração da semana do bebê, tendo como público alvo o grupo da puericultura (pais, cuidadores e bebês). Na ocasião foram trabalhadas as temáticas de transição alimentar (amamentação-alimentação) e desenvolvimento da linguagem. Foram confeccionados banners e folhetos informativos sobre as temáticas, e esclarecidas as dúvidas do público. Posteriormente ocorreu a distribuição copos e colheres como estratégia de incentivo à transição alimentar das crianças. A última ação foi direcionada ao grupo de hipertensos e diabéticos, sendo abordada a temática de alimentação saudável e saúde da comunicação através de roda de conversa. Houve a entrega do sal de ervas, com objetivo de estimular o uso consciente de condimentos e sal na dieta. As ações propostas se revelaram como um instrumento favorável e possibilitaram a criação de um espaço para o compartilhamento de experiências, sentimentos, afetos e socialização dos saberes técnico-científico e popular, contribuindo ainda para construção de um olhar mais crítico do estudante sobre a necessidade da disseminação de informações sobre a saúde da comunicação humana.

To report the development of educational activities that promote early diagnosis of leprosy cases in the age group under 15 years

Silva T.J1; Loiola A.M.A2, Ferreira I.K.O3, Silva M.L.N4 Ferreira J.S.A5 e Santos D.C.M6
The incidence of leprosy in children may be considered an indicator of the prevalence of the disease in the general population and their detection is important in determining the level of transmission, because if there is a child being infected then there is an adult transmitting the bacillus. To report the development of educational activities that promote early diagno-sis of leprosy cases in the age group under 15 years. We made the test counted for 36 peo-ple. The results obtained confirmed cases 05 and 02 less than 15 years. Cases of leprosy in children under 15 years accounted for 02 (5%) of the total cases detected. The coefficient detection in this age group keeps on hyper endemic level. The actions taken on the mirror was an opportunity in getting to clarify, guide, inform, give support, support, knowledge, and allowed new cases of leprosy were diagnosed in infancy.

To compare the quality of life among elderly practitioners and non-practitioners of physical activity

Oliveira, J.Q.1; Gadelha, J.H.T2; Menezes, A.C.S3; Sá, L.A4; Nascimento, G.S5; Andrade, J.M.6.
Physical activity practiced regularly provides health improvements, thus, the practitioner has a longer life expectancy avoiding occurring decline of physiological processes, maintaining an active and healthy lifestyle. To compare the quality of life among elderly practitioners and non-practitioners of physical activity. The study was conducted in the city of Iguatu - CE, with two groups of elderly, a group of 40 elderly women who practiced physical activity and another 40 elderly women who did not practice. It was shown significant differences in the environmental field [t (78) = - 5.57; p <0.01] physical [t (78) = - 7.78; p <0.01] and psychological [t (78) = - 7.03; p <0.01]. Thus, the social sector there was no significant difference. We conclude that the adoption of an active lifestyle and regular practice of physical activity are essential to good health and quality of life for the elderly, as this is linked also with a better functional capacity, mobility.

PROMOÇÃO DA SAÚDE DA COMUNICAÇÃO HUMANA: RELATO DAS EXPERIÊNCIAS EM SAÚDE COLETIVA

Silva T.P.S1; Cruz T.V.S2; Silva D.R.G3; E.C.H4; Almeida L.C5; Moura S.E.A.R6
A educação em saúde é definida como um conjunto de saberes e práticas norteadas para a prevenção de doenças e promoção da saúde. Partindo do princípio, que a fonoaudiologia vem se inserindo de maneira cada vez mais expressiva na saúde coletiva, e tem como objeto de trabalho a saúde da comunicação humana, entende-se que o trabalho pautado em ações educativas torna-se uma estratégia poderosa de propagação do cuidado além de oferecer subsídios para a adoção de novos hábitos e condutas de saúde. Descrever as vivências relacionadas as ações de promoção da saúde da comunicação humana durante o estágio de saúde coletiva. Trata-se de um relato de experiência, desenvolvido em uma Unidade de Saúde da Família do município de Recife, de março a junho de 2016 envolvendo as atividades de reconhecimento de território e planejamento de ações de promoção da saúde. O público alvo foi constituído pelos usuários cadastrados na unidade. A primeira atividade envolveu o reconhecimento do território e elaboração do plano de ação das práticas de promoção. Identificaram-se dois segmentos de usuários com potencial para participar das atividades: Grupo da puericultura e o Grupo de Hipertensos e diabéticos. Diante do planejamento foram propostas três intervenções. Estabeleceu-se a necessidade de se trabalhar com recursos e materiais que pudessem ser entregues aos usuários como forma de disseminação dos conhecimentos apresentados. A primeira ação teve como público alvo o grupo hipertensos e diabéticos e envolveu a temática a saúde vocal onde foram explanadas informações sobre os principais cuidados e ações de higiene vocal e entrega de marcadores de página com orientações vocais e garrafas para estimular a prática da hidratação do trato vocal. A segunda ação foi vinculada a comemoração da semana do bebê, tendo como público alvo o grupo da puericultura (pais, cuidadores e bebês). Na ocasião foram trabalhadas as temáticas de transição alimentar (amamentação-alimentação) e desenvolvimento da linguagem. Foram confeccionados banners e folhetos informativos sobre as temáticas, e esclarecidas as dúvidas do público. Posteriormente ocorreu a distribuição copos e colheres como estratégia de incentivo à transição alimentar das crianças. A última ação foi direcionada ao grupo de hipertensos e diabéticos, sendo abordada a temática de alimentação saudável e saúde da comunicação através de roda de conversa. Houve a entrega do sal de ervas, com objetivo de estimular o uso consciente de condimentos e sal na dieta. As ações propostas se revelaram como um instrumento favorável e possibilitaram a criação de um espaço para o compartilhamento de experiências, sentimentos, afetos e socialização dos saberes técnico-científico e popular, contribuindo ainda para construção de um olhar mais crítico do estudante sobre a necessidade da disseminação de informações sobre a saúde da comunicação humana.

Develop teleeducation actions in Zika virus and microcephaly at the Federal University of Pernambuco

Silva, T.P.S1; Lima, M.L.L.T2; Souza, F.O.S.3; Novaes, M.A.4; Nascimento, C.M.B5.
The development of strategies to manage the Zika virus epidemic constitutes a challenge for the scientific community. Develop teleeducation actions in the field of human communication health with an emphasis on implications stemming from the Zika virus and microcephaly for professionals of the Family Health Strategy and students at the Federal University of Pernambuco. The experience of a set of three web conference seminars is described. The lectures addressed the epidemiology of the Zika virus and microcephaly, speech/hearing therapy, breastfeeding and feeding children with microcephaly. The mean number of connected points was 1.6 per session, with representatives of metropolitan Recife and the municipality of Lajedo. A total of 13 individuals participated in the action (three students and 10 healthcare professionals). All considered the topics interesting and relevant to the profession and all reported being satisfied with the experience. Web conference seminars can contribute to the creation of a dialog among different actors linked to health promotion actions with the aim of potentiating integral care, especially in response to current and future epidemics.