Global Journal of Case Reports

Open Access Journal
American Journal of Theoretical and Applied Research (ISSN:2688-4054) is an open access journal publishing research articles, review articles, editorials and letters to the editor.

Peer-Review Journal
To keep the quality of journal, all submission will be peer-reviewed by invited experts. The decisions will be made according to the comments of reviewers.

Publication Process
Initial decision: 3 days without review, 28 days with review; Time to publication: Accepted articles will be online in 3 days; Final versions after proofreading will be accessible in 8 days.

Rapid Response
Should you have any questions, please let us know. We will answer you shortly.

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA COINFECÇÃO LEISHMANIOSE VISCERAL E HIV NO ESTADO DE PERNAMBUCO

Silva J.M1; Silva M.S2; Nascimento M.T.Q³; Guedes D.L4
A Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença infecciosa sistêmica de ampla distribuição geográfica e é considerada um problema de saúde pública. Historicamente é uma doença de área rural. Afeta milhões de pessoas em regiões tropicais e subtropicais, a infecção é causada por protozoários parasitas do gênero Leishmania. No Nordeste, a maioria dos casos ocorre através da picada do flebotomíneo fêmea. O aumento da incidência do Vírus da imunodeficiência humana (HIV), doença predominantemente urbana, em áreas rurais e a disseminação da Leishmaniose Visceral para áreas urbanas e suburbanas têm contribuído para o aumento dos casos de coinfecção Leishmaniose Visceral e o vírus da imunodeficiência humana (HIV). O estudo descreve a distribuição geográfica dos indivíduos coinfectados por Leishmaniose Visceral e o vírus da imunodeficiência humana (HIV) no Estado de Pernambuco, destacando aspectos epidemiológicos (procedência, sexo, faixa etária e escolaridade) e áreas de maior ocorrência. Trata-se de um corte transversal, descritivo e baseado na análise retrospectiva dos casos de coinfecção registrados num banco de dados secundários, no período de 20142015. Foram identificados 35 (16,9 %) indivíduos coinfectados, sendo 25 procedentes da Região Metropolitana do Recife, 62,9 % do sexo masculino, 74,2 % na faixa etária de 25-49 anos, e 68,5 % de baixa escolaridade (1 a 8 anos de estudo). Observamos na coinfecção uma casuística crescente em áreas urbanas, sendo importante reconhecer as áreas de maior acometimento para que os serviços de saúde possam se organizar de maneira satisfatória para o combate desse agravo.

CÉLULAS-TRONCO NA ODONTOLOGIA DO FUTURO: POSSIBILIDADE OU UTOPIA?

Santos M.R1; Santos R.C2; S.P.A3; Costa C.L4; Oliveira J.B5
Os dentes são órgãos que desempenham funções que vão desde a mastigação, sustentação e proteção de tecidos moles até auxílio na articulação das palavras e também são um importante fator na estética facial. Os chamados tecidos de suporte dentário que são o alvéolo dental, o ligamento periodontal, o cemento e a gengiva têm como função proteger e fixar o dente no osso alveolar. Quando o dente ou algum dos tecidos de suporte é danificado as técnicas atuais utilizadas na prática odontológica para tentar recuperá-los ainda não conseguem repor qualitativamente e quantitativamente todas as estruturas perdidas. Nesse cenário, os estudos realizados até então com células-tronco têm se mostrado promissores no tocante a conseguir estimular essas células a se diferenciarem em estruturas periodontais e até na formação de um biodente. Um campo da ciência que promove estudos com células-tronco é a engenharia tecidual que tem como característica a multidisciplinaridade por unir conhecimentos de Engenharia, Biologia e Ciências Clínicas com o objetivo de estudar a possibilidade de restauração funcional e fisiológica de tecidos danificados ou perdidos. O interesse da bioengenharia na confecção de estruturas dentárias é justamente pela vantagem de serem acessíveis e não fundamentais a vida. Independente da técnica utilizada, três elementos são essenciais na engenharia de tecidos: as células-tronco; uma matriz extracelular para transporte de nutrientes, oxigênio e resíduos metabólitos; e os fatores de crescimento que são proteínas que coordenam a morfogênese dentária. O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão de literatura nas principais bases de dados sobre a importância das células-tronco para o desenvolvimento de uma Odontologia Futurística.Foram utilizados 11 artigos optando pelos idiomas português e Inglês e os termos de busca incluíam: Odontologia, células-tronco e Engenharia Tecidual. Os artigos utilizados convergem na ressignificação de que na Odontologia do futuro será possível realizar na clínica tratamentos de regeneração tecidual e dental, desde a osteointegração na implantodologia até na correção de defeitos cranianos externos. Por fim, com bases nos trabalhos publicados até então é certo que ainda há uma necessidade de realizar mais estudos e aperfeiçoar as técnicas que utilizam células-tronco com objetivo de aplicação na Odontologia. No entanto, como os resultados tem se mostrado positivos e devido ao avanço constante do conhecimento é muito provável que na prática odontológica do futuro, se possa utilizar células-tronco rotineiramente para o tratamento dos pacientes.

OS AVANÇOS RELACIONADOS AO USO DE CÉLULAS TRONCO NA ODONTOLOGIA

Asfora R. L. M1; Oliveira D.M.A2, Lima L.F.A3, Monteiro G.P4, Silva T.S.G5, Maia C.S6
As células-tronco podem ser empregadas em diversas áreas da saúde, inclusive na odontologia, visando à formação e a regeneração dos tecidos presentes em toda a cavidade oral. Células da polpa dentária são capazes de se diferenciar em diversas outras, como fibroblastos, cementoblastos, osteoblastos e odontoblastos, possuindo grande potencial para reparar e renovar tecidos ósseos, dentina e elementos de fixação dentária. O interesse na utilização das mesmas deve-se a sua capacidade de diferenciação em vários tipos celulares de acordo com o estímulo recebido. Apesar de não serem aplicadas rotineiramente na clínica, sua utilização pode representar um grande avanço para a odontologia permitindo a restauração estrutural dos tecidos dentários. Este estudo tem por finalidade realizar uma revisão da literatura a respeito do uso de células tronco, buscando esclarecer o potencial uso dessas células na área odontológica. Foi realizada uma revisão bibliográfica da literatura nas bibliotecas virtuais BVS e SCIELO, utilizando os descritores: “Células Tronco”; “Odontologia”; “Bioengenharia”. Como critérios de inclusão foram estabelecidos artigos publicados a partir do ano de 2012, nos idiomas português, espanhol que relacionam a utilização de células tronco à odontologia. A pesquisa resultou em 55 artigos relacionados ao tema dos quais seis foram selecionados por cumprirem os critérios de inclusão. Foi constatado que o sistema estomatognático é uma das mais ricas fontes de células tronco adultas de todo o corpo e existem muitas possibilidades no emprego de técnicas que utilizem células tronco, nas quais estão inseridas: A utilização de células tronco nas perdas dentárias por doenças periodontais ou cáries para evitar a reabsorção óssea. Em estudos experimentais as células tronco mesenquimais mediaram osteogênese de duas a 14 semanas pós-enxerto, refletindo o resultado positivo dessa aplicação. A utilização de células tronco na regeneração da polpa em tratamento de canais esvaziados fazendo com que o espaço do canal radicular volte a estar preenchido com tecido pulpar. Porém ainda não foi possível garantir um adequado suprimento sanguíneo após a remoção da polpa. A utilização de células tronco na elaboração de implantes não metálicos para obter uma raiz dentária biológica, promovendo a morfogênese dental. Entretanto, a morfogênese desse tecido é dependente de fatores de crescimento e interações teciduais que ainda não são completamente conhecidas. As células tronco representam um futuro promissor para a odontologia, sua utilização pode ajudar a solucionar rejeições a materiais não orgânicos, como os implantes metálicos, e evitar perdas dentárias e ósseas. É possível que, num futuro próximo, se utilize da bioengenharia na terapia endodôntica e periodontal. Entretanto, ainda se desconhece muito a respeito de sua utilização, o que evidencia a importância e necessidade de mais pesquisas e estudos nessa área.

Inventory System Based on ThinkPHP and Bootstrap Framework

Qiuying Han
In order to improve the work efficiency and reduce the cost of enterprises, the management mode of enterprise's purchase, sale and storage must be highly integrated with information technology. This system uses PHP, MySQL, Apache, Bootstrap front-end framework and other technologies to design an easy-to-operate purchase, sale and storage system, in order to achieve the systematization, standardization and automation of enterprise information management. A architecture of separation of presentation layer, business layer and data layer is realized by using ThinkPHP development framework, which is convenient for development, management and expansion.

Inventory System Based on ThinkPHP and Bootstrap Framework

Qiuying Han
In order to improve the work efficiency and reduce the cost of enterprises, the management mode of enterprise's purchase, sale and storage must be highly integrated with information technology. This system uses PHP, MySQL, Apache, Bootstrap front-end framework and other technologies to design an easy-to-operate purchase, sale and storage system, in order to achieve the systematization, standardization and automation of enterprise information management. A architecture of separation of presentation layer, business layer and data layer is realized by using ThinkPHP development framework, which is convenient for development, management and expansion.

REFLEXÕES SOBRE ABORTAMENTO NO BRASIL: UM PASSEIO NA LITERATURA

Lacerda, E.D¹; Fonseca, P.R²; Lima, G.M.B³
O abortamento pode ser conceituado como a interrupção de uma gravidez até a 20º a 22º semana, com concepto pesando até 500g ou até 16 cm. É considerado um grave problema de saúde pública, uma vez que são responsáveis por alta morbimortalidade materna. No Brasil, o abortamento provocado é contemplado no Artigo 128, do Código Penal, desde 1940, como crime contra a vida. Abortamentos no Brasil apresentam altos índices e geralmente estão relacionados, principalmente, com a gravidez indesejada. O caminho geralmente é a pratica do abortamento em clínicas clandestinas. Realizar um resgate bibliográfico sobre abortamento no Brasil e ampliar o conhecimento sobre o tema. Trata –se de um estudo quanti-qualitativo do tipo revisão integrativa. Foram utilizados para busca os termos: Abortamento, Atenção à saúde, Enfermagem, Mulher. Foram selecionados nove artigos, publicados nos anos de 2010 – 2015 inseridos no sistema de informação online com base em artigos indexados em periódicos como a Biblioteca Virtual de Saúde – BVS e Scielo. Como critérios de inclusão, foram delimitados os artigos disponíveis na integra dos períodos de 5 anos (2010-2015) nos idiomas, português e espanhol. Feita a seleção dos estudos, apenas seis artigos constituíram a amostra selecionada e incluída nesta revisão integrativa. Segundo o levantamento da literatura, um dos fatores que favorecem a prática clandestina do abortamento induzido no Brasil é o seu caráter criminoso, que norteia os profissionais de saúde, com ênfase aqui aos profissionais de enfermagem, no que se refere a assistência ofertada. Essa questão é influenciada ainda por fatores morais, sociais e religiosos que dificultam a aceitação do tema, culminando em uma assistência geralmente de má qualidade. É de extrema importância que os profissionais de enfermagem, assim como os demais, possam prestar uma assistência de qualidade e humanizada a todas as mulheres em processo de abortamento. Faz-se necessário entender que o acolhimento, o respeito e a interação com os atores envolvidos no processo, são pontos chave para uma assistência qualificada e humanizada.

OS AVANÇOS RELACIONADOS AO USO DE CÉLULAS TRONCO NA ODONTOLOGIA

Asfora R. L. M1; Oliveira D.M.A2, Lima L.F.A3, Monteiro G.P4, Silva T.S.G5, Maia C.S6
As células-tronco podem ser empregadas em diversas áreas da saúde, inclusive na odontologia, visando à formação e a regeneração dos tecidos presentes em toda a cavidade oral. Células da polpa dentária são capazes de se diferenciar em diversas outras, como fibroblastos, cementoblastos, osteoblastos e odontoblastos, possuindo grande potencial para reparar e renovar tecidos ósseos, dentina e elementos de fixação dentária. O interesse na utilização das mesmas deve-se a sua capacidade de diferenciação em vários tipos celulares de acordo com o estímulo recebido. Apesar de não serem aplicadas rotineiramente na clínica, sua utilização pode representar um grande avanço para a odontologia permitindo a restauração estrutural dos tecidos dentários. Este estudo tem por finalidade realizar uma revisão da literatura a respeito do uso de células tronco, buscando esclarecer o potencial uso dessas células na área odontológica. Foi realizada uma revisão bibliográfica da literatura nas bibliotecas virtuais BVS e SCIELO, utilizando os descritores: “Células Tronco”; “Odontologia”; “Bioengenharia”. Como critérios de inclusão foram estabelecidos artigos publicados a partir do ano de 2012, nos idiomas português, espanhol que relacionam a utilização de células tronco à odontologia. A pesquisa resultou em 55 artigos relacionados ao tema dos quais seis foram selecionados por cumprirem os critérios de inclusão. Foi constatado que o sistema estomatognático é uma das mais ricas fontes de células tronco adultas de todo o corpo e existem muitas possibilidades no emprego de técnicas que utilizem células tronco, nas quais estão inseridas: A utilização de células tronco nas perdas dentárias por doenças periodontais ou cáries para evitar a reabsorção óssea. Em estudos experimentais as células tronco mesenquimais mediaram osteogênese de duas a 14 semanas pós-enxerto, refletindo o resultado positivo dessa aplicação. A utilização de células tronco na regeneração da polpa em tratamento de canais esvaziados fazendo com que o espaço do canal radicular volte a estar preenchido com tecido pulpar. Porém ainda não foi possível garantir um adequado suprimento sanguíneo após a remoção da polpa. A utilização de células tronco na elaboração de implantes não metálicos para obter uma raiz dentária biológica, promovendo a morfogênese dental. Entretanto, a morfogênese desse tecido é dependente de fatores de crescimento e interações teciduais que ainda não são completamente conhecidas. As células tronco representam um futuro promissor para a odontologia, sua utilização pode ajudar a solucionar rejeições a materiais não orgânicos, como os implantes metálicos, e evitar perdas dentárias e ósseas. É possível que, num futuro próximo, se utilize da bioengenharia na terapia endodôntica e periodontal. Entretanto, ainda se desconhece muito a respeito de sua utilização, o que evidencia a importância e necessidade de mais pesquisas e estudos nessa área.

NEOPLASIAS INTRACRANIANAS E OS CUIDADOS DA ENFERMAGEM

Queiroz E.P1; Santana J.C1; Barbosa L.M.S1; Maia C.S2
Os tumores intracranianos representam cerca de 2 % de todos os canceres, com elevadas taxas de morbidade e mortalidade. As referidas neoplasias resultam de uma combinação de fatores, como: hereditariedade, exposição a substâncias químicas, hormônios, condições ambientais e ocupacionais, entre outros; e gera diversas consequências danosas ao paciente e aos seus familiares. Algumas formas de tratamento deste tipo de tumor requerem métodos que por vezes deixa o paciente e os familiares sob total responsabilidade dos cuidados paliativos de profissionais de saúde. A enfermagem, por ter seu caráter assistencialista e ser o campo profissional que tem maior contato com familiares e pacientes portadores da referida neoplasia, tem o papel de fazer abordagens e desenvolver ações diferenciadas para atender o supracitado público. Compreender o papel da Enfermagem nos cuidados dirigidos aos pacientes com tumores intracranianos. Foi realizada uma revisão integrativa nas bases de dados LILACS, SciELO, IBECS e Portal de Periódicos Capes, usando os descritores “Neoplasias Intracranianas”, “Tumores Encefálicos”, “Enfermagem”, e “Cuidados Paliativos”. Os critérios de inclusão foram: artigos completos publicados entre 2007 a 2016, nos idiomas português, inglês e espanhol, e que se enquadrassem no tema escolhido. Foram localizados 64 periódicos, dos quais sete estavam de acordo com os critérios préestabelecidos para compor o presente estudo e, portanto, foram lidos na íntegra. Pacientes acometidos por tumores intracranianos apresentam um amplo quadro sintomatológico, como déficit cognitivo, convulsões, paralisias, problemas de locomoção e danos neurológicos permanentes. Além disso, os pacientes, principalmente aqueles com limitações motoras, podem desenvolver úlceras por pressão devido à inatividade física. Tais complicações fazem com que o paciente tenha uma brusca perda da qualidade de vida, e apresente altos níveis de dependência dos cuidados paliativos da enfermagem, o que torna o referido profissional uma parte fundamental durante o tratamento. Ele surge com o papel de realizar uma rigorosa anamnese seguida do exame físico, para estabelecer o grau de dependência que o paciente apresenta, além de fornecer informações sobre a patologia e prestar os serviços necessários de acordo com o estado patológico do doente. Entretanto, estudos apontam que, em alguns casos, o enfermeiro apresenta dificuldades na prestação de cuidados específicos ao paciente, tendo em vista as limitações clínicas da profissão, a falta de preparo e a necessidade de multiprofissionais em saúde. Embora seja de relevância uma equipe multiprofissional para tratamento e cuidados de pacientes com neoplasias intracranianas, exige-se que o enfermeiro esteja sempre se atualizando e se inteirando sobre conhecimentos na sua área de atuação. Se informar e se capacitar sobre novas tecnologias de cuidado, como home care, managed care e medicina alternativa, já que se trata do profissional mais diretamente ligado as diversas formas de auxílio ao paciente.
  1. Articles of 2019

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 01

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 02

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 03

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 04

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 05

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 06

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 07

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 08

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 09

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 10

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 11

    AJTAR (2019), Vol. 1, Issue 12